O que falta para a sua independência financeira.

Uma forma completamente diferente de pensar sobre a sua independência financeira

Ser financeiramente independente significa não depender da renda do seu trabalho para sobreviver, que os rendimentos dos seus investimentos são superiores às suas despesas mensais. É importante não confundir independência financeira com aposentadoria ou parar de trabalhar. Acredito que ser financeiramente independente é ser livre, ter liberdade para trabalhar com o que gostamos.

Para isso, é de sua responsabilidade buscar conhecimento sobre educação financeira e riqueza para aprender a trilhar seu caminho. É preciso entender que a sua situação financeira atual, quer ela seja boa ou ruim, é uma consequência das decisões que você tomou até agora. E que sua situação financeira no futuro será uma consequência das decisões que você tomar a partir de agora.

Meu objetivo neste texto é mostrar como é possível caminhar em busca da independência financeira de uma forma consistente e organizada. Vamos lá?

Vá além de poupar. Invista!

Aqui nós precisamos quebrar um paradigma. Investir não deve ser visto como uma forma de ganhar mais dinheiro, e sim como uma maneira mais eficiente de acumular dinheiro. É uma forma de levar o dinheiro de uma época em que você está ganhando um pouco mais e conseguir poupar para uma época onde você vai ter um gasto um pouco maior do que seus ganhos.

Há quem diga que os juros compostos são a oitava maravilha do mundo, e não é para menos. Quando você investe, você recebe rendimentos sobre o valor aplicado, e também recebe sobre os rendimentos que já recebeu. É o que chamamos de “juros sobre juros” ou juros compostos, que favorece as pessoas que começam a investir desde cedo.

Evite o efeito sanfona

Você já deve ter ouvido falar do “efeito sanfona”, geralmente relacionado à dieta. Sabe quando você atinge o peso ideal e depois relaxa? Todo o esforço vai por água abaixo. A mesma coisa pode acontecer com as suas finanças.

Antes de gastar com bobagens, lembre-se dos seus objetivos com relação ao dinheiro, porque são eles que vão te ajudar a manter o foco no hábito de poupar um pouco todos os meses. Duas coisas podem ajudar nessas horas. Uma delas é simplesmente pensar com calma, refletir antes de gastar, confrontar o desejo de gastar hoje x as prioridades e planos que você tinha traçado para esse dinheiro.

A outra dica é adquirir o hábito de, periodicamente, consultar o seu orçamento para ver como estão as suas despesas em relação ao que tinha previsto para o mês. Se você ainda não tem uma planilha de orçamento, pode fazer o download logo abaixo. Para complementar essa alternativa, tem diversos aplicativos de organização financeira que podem contribuir com o monitoramento das suas despesas no dia a dia e são uma verdadeira mão na roda. Criei um material listando os melhores, você também pode adquiri-lo gratuitamente através da minha newsletter ou no meu site.


O alcance da independência financeira é algo gradual, que você pode ir conquistando aos poucos. Em pouco tempo, é possível se tornar cada vez mais independente, se for capaz de criar bons hábitos. Se você quer ter dinheiro suficiente para fazer suas próprias escolhas e ser cada vez mais independente, esperamos que este artigo te ajude.

Assine minha newsletter e receba mais conteúdos semanais como este. Você também pode me seguir nas redes sociais e acompanhar novidades, dicas e ferramentas para organização financeira.

Seguem os links logo abaixo:

Instagram

YouTube

PodCast | SoundCloud

Facebook

Site


Veja também:

    Nenhum post relacionado